As Eternas Promessas de Deus

As eternas promessas de Deus não podem falhar, pois o Senhor Nosso Deus é Poderoso, Eterno e Tremendo. Salmos 111.9, 147.4-5

O Profeta Sofonias diz: Cala-te diante do Senhor JEOVÁ, porque o dia do Senhor está perto, porque o Senhor preparou o sacrifício e santificou os seus convidados. Sf.1.7

De igual modo falou o Profeta Isaias dizendo: Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá? Assim diz o Senhor, teu Redentor, o Santo de Israel: Por amor de vós, enviei inimigos contra a Babilônia e a todos farei descer como fugitivos, isto é, os caldeus, nos navios com que se vangloriavam. Eu sou o Senhor, vosso Santo, o Criador de Israel, vosso Rei. Is.43.13-15

Estes textos expressam profundamente o sentimento de Deus quando parte em proteção e defesa do seu povo Israel, enquanto eles estavam presos no cativeiro babilônico. O Salmo 137 trata tanto do sofrimento de Israel a caminho do cativeiro, como da sua prisão naquele país distante. Mas, as promessas de Deus são reais e não falham e da forma como Deus prometeu de livrá-los, ele cumpriu fielmente resgatando o seu povo. Jr.29.10, Dn.9.2.

O Salmo 126 diz: Quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltavam a Sião, estávamos como os que sonham. Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de cânticos. O livramento de Deus foi tão real que até as nações descrentes que antes havia zombado de Israel, reconheceram o grande milagre de Deus dizendo: Grandes coisas fez o Senhor a estes. Os hebreus alegres felizes diziam: Grandes coisas fez o Senhor por nós, e por isto estamos alegres. Faze-nos regressas outra vez do cativeiro, Senhor, como as torrentes do Neguebe. (Neguebe sul da Judeia)
Foi assim que Deus fez com Israel, dando lhes o grande livramento daqueles longos setenta anos de cativeiro babilônico.

Observando estes textos, faz nos relembrar das palavras do autor aos Hebreus quando disse: Jesus Cristo é o mesmo ontem, e hoje, e eternamente. Hb.13.8

Isto nos entusiasma e nos faz entender o que Deus vem fazendo ao longo dos séculos. Em especial nestes últimos séculos “XX e XXI”. Porque Deus tem feito coisas extraordinárias a favor do seu povo Israel e da Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo.

Os muitos feitos de Deus, a favor de Israel, e a sua benção de proteção pelo o povo Cristão “Igreja” (Povo Evangélico). Isto se pode comprovar com muita frequência e principalmente nestes últimos tempos.

Forneceremos alguns dos atos que configura a presença de Deus no dia a dia em “defesa de Israel e da Igreja de Cristo”.

1º) Exemplo: A primeira guerra mundial se iniciou no dia 28 de julho de 1914 e terminou no dia 11 de novembro de 1918. Sacudiu o mundo, mas, o povo de Deus “Judeus e a Igreja de Cristo”, apesar das implacáveis perseguições, foram salvos milagrosamente. Pois muito embora enfrentando sofrimento atroz, chegaram vivos até no dia final daquela monstruosa guerra.

2º) Exemplo: Um inimigo sagaz da Igreja. Luís Carlos Prestes, brasileiro, nascido em Porto Alegre – Rio Grande do Sul, casado com a Judia Olga Benário Prestes. Ele participou da revolta de 1922 contra o Presidente Republica Arthur Bernardes, em 1924 foi pra Santo Ângelo, Rio Grande do Sul, de onde organizou um movimento político-militar denominado de “Coluna Preste”. Com o título “Cavaleiro de Esperança”!

Luís Carlos Prestes idealizou e liderou o maior movimento Comunista no Brasil. Que durante dois anos e cinco meses, chefiou um contingente de 1.500 homens rebeldes cheios de cólera e percorreram 25.000 km, a cavalos, por onze estados brasileiro. A Coluna Prestes, durante todo este trajeto foi atacando o Governo Federal, a democracia, os fazendeiros e todos os que faziam oposição às ideias socialistas.
Ele estudou o marxismo na Bolívia, mantinha contato com os maiores socialistas incluindo Abraham Guralski, dirigente da Internacional Comunista. Promoveu a 1ª Conferência Latino-americana dos Partidos Comunistas em 1935, divulgou um manifesto exigindo “todo o poder” e a queda do Presidente Getúlio Dorneles Vargas. Que havia terminado de assinar a “Constituição Brasileira” de 1934, a fim de organizar o regime democrático que assegurava a Nação Brasileira, a unidade, a liberdade, a justiça social e econômica. Desta forma ficaria assegurada aos crentes a “Liberdade e a Segurança Religiosa”. Luís Carlos Prestes era contra tudo isto.

Mas por amor a IGREJA DE CRISTO! Deus não permitiu que Getúlio Dorneles Vargas, perdesse o Governo brasileiro. Pelo contrário o manteve no poder! Assim a Igreja de Cristo não sofreu nenhum detrimento e nem perdeu os direitos adquiridos e assim sua marcha vitoriosa não foi interrompida.

3º) Exemplo: A segunda guerra mundial teve o início no dia 1º de setembro de 1939 e terminou no dia 8 de maio de 1945. Nestes anos o mundo viveu momentos terríveis de crueldades. Foram mais de seis milhões de Judeus exterminados em campos nazistas. Aponto que fez com que algumas das organizações, assim como o movimento “Sionista”, um reflexo de lembrança do “Monte Sião”, estendesse a mão e o ombro amigo, no resgate do povo Judeu. Desta forma a ONU (organização das nações unidas), em uma sessão especial fez com que o brasileiro Osvaldo Aranha, às 16 horas, do dia 14 de maio de 1948, publicasse em voz firme, que havia sido aprovado a criação do Estado Judeus = Estado de Israel.

Nesta segunda guerra mundial, o Brasil se manteve neutro por bastante tempo. Getúlio Dorneles Vagas, então Presidente da Republica Brasileira, só manifestou guerra ao Eixo, depois que o Navio “Taubaté” foi afundado ao recebeu um ataque aéreo no dia 22 de Março de 1941, no Mediterrâneo.

Este Navio pertencia a Marinha mercante brasileira, e foi o único navio atingido e destruído por ataque aéreo. Mas, entre os anos de 1941 a 1944, foram 35 navios brasileiros atingidos por torpedos lançado por submarinos Alemães e Italianos. Destes 35 navios atingidos por torpedos, 32 foram afundados e com eles, milhares de vidas morreram nas águas dos Oceanos Atlântico, Índico, e Mar Mediterrâneo.

Este foi o motivo principal que em 28 de Janeiro de 1942 o Brasil rompeu relações diplomáticas com o Eixo “Alemanha-Roma-Tóquio”.

Estes inimigos ainda navegaram nas águas dos estados do nordeste brasileiro. E o primeiro estado brasileiro a ser atacado seria o Maranhão. Pois eles ainda atacaram um navio em águas maranhense, onde morreram várias pessoas de Bacabal e Pedreiras – Maranhão.

Tem se informação, que eles estiveram duas horas de voo para o nosso estado. Mas Graças ao Senhor Nosso Deus, que por amor a seu povo “IGREJA” livrou o Brasil, dos nossos inimigos. Sl.110.1; Mt 22.44

4º) Exemplo: Outro livramento da Igreja de Deus no Brasil. Este livramento ocorreu em 1964, quando uma boa parte do povo brasileiro foi induzida a mudar o sistema da política brasileira social de democracia para o Socialismo (Comunismo).O grupo Pró-Socialismo no palanque em Brasília, discursavam ininterrupdo a favor do Socialismo. Outro grupo no Rio de Janeiro, formado pelo o Exército Brasileiro, discursavam em defesa da família, liberdade de expressão e religiosa e segurança.

Deus colocou sua poderosa mão em favor de sua Igreja, e assim o povo brasileiro continuaram livres da doutrina do “não deus”!

5º) Exemplo: A guerra dos “seis dias” entre árabes – israelenses, foi uma vitória sem explicação, avassaladora do povo de Deus. Fatos, ocorridos entre os dias 5 a 10 de junho 1967. Quando em um pequeno espaço de “Seis Dias”. Deus deu vitória ao seu povo Israel. Que lutou em seis dias contra o Egito, Síria, Jordânia e Iraque, sendo que estes tinham apoio Kuwait, Arábia Saudita, Argélia e Sudão. Foi quando o Estado Sionista Israel os venceu com uma grande vitória.

Deus confundiu todo este povo e deu uma vitória esmagadora sobre estes associados. “Deus se fez presente contra os inimigos de Israel”.

Testemunhos de soldados da Força Aérea Israelenses, contam que durante a guerra dos seis dias, quando voavam nos seus aviões de combate Caças F-35, eles percebiam seres angelicais voando ao lado de suas aeronaves.

Outro testemunho de soldados que faziam patrulhamento por terra, que foi ocorrido durante estes seis dias de guerra. Sabe-se que cem soldados Israelitas, prenderam mil soldados egípcios no Monte Sinai. Depois deles presos e dominados, os soldados Israelitas perguntaram aos soldados egípcios: Por que vocês sendo mil soldados, se renderam a nós que éramos somente cem? Os soldados egípcios responderam: Porque vocês estavam com carros blindados. Ocorre que, Israel não tinha carros blindados! Logo entenderam que era os anjos do Senhor Deus que estavam combatendo ao lado deles, dando livramento e vitória ao seu povo. Pois foi nesta guerra que Israel expandiu seu território.

6º) Exemplo: Entre os vários conflitos ocorridos entre árabes e israelitas, está guerra do Yom Kippur, que durou cerca de vinte dias no mês de outubro de 1973, o nome desta guerra esta relacionado com o feriado judaico do “Dia do Perdão” = Yom Kippur em hebraico. Aproveitando as comemorações judaicas, quando todo o exército estava em festa, o Egito e Síria atacaram Israel no dia 6 de outubro de 1973.

Mas o Deus Eterno como sempre, saiu em defesa do seu povo Israel e os livrou mais uma vez das violentas mãos dos seus inimigos.
CONCLUSÃO: Nobres leitores eu gostaria deixar isto bem claro que lutar contra Israel, ou, contra a Igreja de Cristo, pode ter certeza que bem antes do sol nascer, o Nosso Deus Eterno já os deu o amargo troco.
Eis o motivo de o profeta Isaias dizer: Uivai, porque o Dia do Senhor está perto; vem o Todo-Poderoso como assolação. Is.13.6,

O autor aos Hebreus argumenta isto dizendo: Porque o nosso Deus é um fogo consumidor. Hb.12.29,

O rei Salomão cheio experiência vividos disse: De tudo que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo homem. Ec.12.13

Companheiros, vos convidamos, vamos dedicar todo nosso tempo ao Senhor Deus Eterno, porque Ele sempre esteve e estará ao lado dos que o servem com desvelo, equidade e temor. Amém!

 

Pedro Aldi Damasceno – Presidente da CEADEMA

LOGIN